domingo, 14 de abril de 2024

Sessões Plenárias:
Terças e quintas-feiras: 15h

Horário de atendimento
Segunda a quinta-feira:
08h às 12h e das 13h30 às 17h30
Sexta-feira: 07h30 às 13h30

Telefone: (55) 3220-7200
E-mail: assessoriapresidencia@camara-sm.rs.gov.br

Legislativo prestigia lançamento da campanha do Imposto Solidário 2024 que visa arrecadar R$ 10 mi


  • 27/02/2024
  • 90 visualizações
  • Geral
  • Criado por: Marcelo Martins em 27/02/2024
Compartilhe:

A Câmara de Vereadores de Santa Maria esteve presente, nesta terça-feira (27), no lançamento da campanha do Imposto Solidário 2024, iniciativa mantida pela prefeitura e Receita Federal, que ocorreu na sede da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). O Legislativo esteve representado pelo presidente da Casa, Manoel Badke (UB), e também pelos vereadores Adelar Vargas, o Bolinha (MDB), Admar Pozzobom (PSDB), Danclar Rossato (PSB), Givago Ribeiro (PSDB) e Pablo Pacheco (PP).

À frente da campanha do Imposto Solidário, o secretário de Desenvolvimento Social, João Chaves, fez um chamamento e clamou à sociedade santa-mariense que se some à destinação de parte do Imposto de Renda devido “aos fundos que cuidam e auxiliam crianças e adolescentes do município”. 

Ele ainda lembrou que o potencial de arrecadação do município, por meio do Imposto Solidário, beira à cifra dos R$ 50 milhões. Para este ano, a meta é atingir, pelo menos, o montante de R$ 10 milhões de destinação do IR. A efeito de comparação, em 2023, o valor arrecadado foi de R$ 4,9 milhões. E, no ano anterior, a cifra bateu a casa de R$ 2,7 milhões.

O presidente do Legislativo, Manoel Badke, reforçou a necessidade de engajamento da sociedade à iniciativa. Ele pontuou ainda que um dos grandes obstáculos para uma maior disseminação da campanha do Imposto Solidário é a falta de informação. Badke enfatizou a necessidade, cada vez maior, de campanhas de divulgação.

COMO FUNCIONA
A campanha deste ano começa em 15 de março e seguirá até 31 de maio. Até lá, a população pode destinar parte do Imposto de Renda, para instituições de caráter social do município, por meio do Imposto Solidário. Ou seja, os cidadãos podem destinar até 6%, no caso de pessoa física, e até 1%, se for pessoa jurídica, sobre o valor a ser declarado no Imposto de Renda 2024. Desta forma, os recursos são aportados aos fundos municipais da Criança e do Adolescente e do Idoso e, depois, são repassados às instituições.

 

Texto: Marcelo Martins
Fotos: João Alves/PMSM


Links Úteis

Dúvidas, reclamação ou sugestão?

Entre em contato!
Ajude a Melhorar Nossos Serviços Ajude a Melhorar Nossos Serviços