PODER LEGISLATIVO DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA

Câmara de Vereadores de Santa Maria - RS

Santa Maria, quarta-feira, 24 de julho de 2024

Notícias


25/06/2024

A Câmara realizou Sessão Solene para a entrega da Medalha Coração do Rio Grande na noite desta terça-feira (25). O agraciado foi o músico nativista João Chagas Leite. A cerimônia foi realizada no Plenário Coronel Valença e contou com a presença de vereadores, amigos e familiares do artista. 

A Medalha Coração do Rio Grande foi consolidada pela Lei Municipal 6040/2016 e é conferida a personalidades que contribuem ou contribuíram, efetivamente, para o progresso de Santa Maria.

A vereadora Helen Cabral apresentou o homenageado. Nascido no ano de 1945, em Uruguaiana, em uma família humilde. Iniciou a carreira tocando rock em bares e, com o surgimento dos festivais, começou no tradicionalismo gaúcho. De lá pra cá, ganhou 13 primeiros lugares em festivais de música nativista, tornando-se “um dos renomados intérpretes da música nativista”

O músico citou que possui 300 músicas gravadas, 13 cds lançados e um DVD. Dedicou à esposa, Vilma Gonçalves Neto, a homenagem recebida. Agradeceu aos amigos que vieram à Câmara de diversas partes do Estado para participar da sessão solene e aos vereadores pela medalha. 

Acompanhado do músico Jorginho Veiga, o homenageado realizou uma apresentação musical com quatro músicas, fechando com a famosa “Desassossego”.

A TV Câmara transmitiu a sessão solene, ao vivo. Reveja aqui. 

Texto: Camila Porto

Fotos: Luísa Monteiro e Luã Santos

29/05/2024

Na noite desta terça-feira (28), a Câmara de Vereadores de Santa Maria realizou Sessão Solene para a entrega da Comenda Duque de Caxias. A homenagem é destinada aos militares do Exército Brasileiro que mais se destacarem, tanto na vida da caserna, como na sociedade civil. O condecorado deste ano foi o coronel de Artilharia Fábio Martins da Silveira, chefe do Estado-Maior da 3ª Divisão de Exército.

O vereador Werner Rempel (PCdoB) apresentou o homenageado explicando que a indicação do nome do coronel se deu em decorrência dos “33 anos de relevantes serviços prestados ao Exército Brasileiro”.  O parlamentar fez um breve histórico do militar, que nasceu no dia 03 de maio de 1973, na cidade de Piracicaba (SP). Além disso, informou que o hoje chefe do Estado Maior da 3ª Divisão do Exército constituiu família em Santa Maria, local em que conheceu a esposa, Milena Machado, e, posteriormente, tiveram um casal de filhos. 

O edil concluiu seu discurso destacando o papel desempenhando pelo coronel Martins como um dos coordenadores das ações realizadas pelas Forças Armadas de Santa Maria no enfrentamento da calamidade pública que assola o Rio Grande do Sul, com o emprego médio de mais de 1.100 militares por dia. E concluiu “Posso afirmar, com toda convicção, coronel Martins, a sua carreira militar demonstra que o senhor é um soldado de Caxias!” 

O coronel Fábio Martins da Silveira disse que receber a comenda é uma mistura de alegria e emoção. Falou que escolheu Santa Maria para viver, entre as 10 cidades que já residiu. Ainda, considerou que a honraria recebida consolida a decisão de tornar-se cidadão santa-mariense. 

A Comenda Marechal Duque de Caxias que foi consolidada pela Lei Municipal nº 6040, de 6 de janeiro de 2016. 

A Sessão Solene foi transmitida, ao vivo, pela TV Câmara, canal 18.2 da TV aberta. Acompanhe aqui. https://www.youtube.com/watch?v=ZKCHETWKRhk

Texto: Camila Porto

Fotos: Luã Santos

13/03/2024

Na noite desta terça-feira (12), a Câmara de Vereadores de Santa Maria realizou Sessão Solene para a entrega da Comenda Izabel Piasentin. A agraciada foi a delegada de polícia Elizabete Shimomura. A homenagem foi entregue à delegada por todas as vereadoras presentes.  

Conforme Lei Nº 6.040/ 2016, a comenda Izabel Piasentin é destinada às personalidades e/ou às instituições que se destacarem na defesa dos Direitos da Mulher, no âmbito do Município ou fora dele. Nesse sentido, a vereadora Marina Callegaro (PT) falou sobre a trajetória profissional da homenageada. Lembrou que Elisabete atua há 20 anos na área da segurança, boa parte dedicada à proteção das mulheres. A vereadora sublinhou ainda a participação da delegada no Fórum de Enfrentamento à Violência e no Conselho Municipal da Mulher. Atualmente, a homenageada está à frente da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM Santa Maria/RS).  

A presidente do Conselho Municipal da Mulher - instituição responsável por indicar o nome da agraciada -  Maria Aparecida Brizola, fez um levantamento dos direitos das mulheres adquiridos ao longo dos anos. Informou que Elisabete foi indicada, por unanimidade, dos membros do conselho. E ressaltou que, no ano passado, Santa Maria não teve incidência de mortes cometidas em funções de gênero: “zero feminicídios em 2023”.  

A homenageada fez diversos agradecimentos à família, colegas e amigos. Rememorou o incentivo que teve dos pais para dedicar-se aos estudos, quando saiu de casa ainda muito jovem para estudar em Porto Alegre, aos 13 anos. Agradeceu também ao parlamento pela distinção recebida. “Essa distinção veio coroar meus 20 anos de delegada de polícia”.  

A Sessão Solene foi transmitida, ao vivo, pela TV Câmara. Acompanhe aqui.  

Texto: Camila Porto

Fotos: Luísa Monteiro

 

06/12/2023

Em Sessão Solene na noite desta terça-feira (05), a Câmara de Vereadores fez a entrega do Troféu Sergio de Assis Brasil à jornalista Marilice Daronco. A solenidade foi transmitida ao vivo pela TV Câmara Santa Maria (canal 18.2 da TV aberta).  Clique aqui.

A distinção, conferida pelo Parlamento às pessoas que se destacarem na área cultural de vídeo e cinema, leva o nome de Sergio Assis Brasil, pessoa que, como destacou o vereador Werner Rempel durante a Sessão Solene, formou profissionais em todos os campos da produção cinematográfica, determinando o reflorescimento do cinema de Santa Maria.

Ao falar da homenageada, o vereador lembrou que Marilice foi assistente de direção de Sérgio no filme intitulado Manhã Transfigurada. “A partir de hoje, pelo recebimento deste troféu, terá o seu nome muito mais vinculado ao do mestre. Ela é absolutamente merecedora desta distinção”,  destacou o orador, lembrando que, antes mesmo de ingressar no curso de jornalismo na UFSM, já foi premiada com o primeiro lugar na categoria de crônica do Concurso Literário Municipal.

Em nome do Poder Legislativo, o vereador Werner Rempel, ao fazer alusão ao título do prefácio de Marcelo Canellas “Arqueologia da Memória” do livro “Milímetros da História”, de autoria de Marilice, declarou que a homenageada é uma arqueologia da memória do cinema santa-mariense.  Nesta obra, Marilice recontou a história da realização de três filmes: o caseiro A Pandorga, da família Isaia; o documentário de animação A vida no solo, de Ana Primavesi e o longa A ilha misteriosa, de José Caneda.   O vereador também citou outra pesquisa histórica realizada por Marilice, que resultou no livro “O nosso cinema era SUPER”, publicado pela Câmara de Vereadores por meio da Lei do Livro. Essa obra descreve o período do cinema Super-8 em Santa Maria.

 

Fotos: Luã Santos

28/11/2023

Em Sessão Solene, o Poder Legislativo de Santa Maria concedeu a Comenda Diácono João Luiz Pozzobon à senhora Beloni Antoniazzi Wolf e a Comenda Renato Russo à Irmã Anja Carvalho Pereira. A Comenda Diácono João Luiz Pozzobon foi consolidada pela Lei Municipal nº 6.040 e é destinada às personalidades e instituições que se destacaram em ações humanitárias e religiosas. Já a Comenda Renato Russo é destinada às personalidades e instituições que se destacaram na defesa dos Direitos Humanos.

A vereadora Anita Costa Beber disse que a homenageada atua nas ações voluntárias no Movimento Apostólico Schoenstatt. “Sempre atuou como voluntária”. A parlamentar relatou que Beloni se destacou no cuidado com os acamados. A vereadora relembrou que, no ano de 2016, foi autora da lei que concede tal comenda. “Acho que fui muito feliz em propor essa lei”.

A homenageada com a Comenda Diácono João Luiz Pozzobon, Beloni Antoniazzi Wolf, declarou que quando se é voluntário, a remuneração não é feita em dinheiro, mas em amor. A homenageada manifestou ter sido surpreendida com a comenda. “Surpreendida fui e emocionada estou com essa escolha”.

A vereadora Roberta Leitão fez um breve histórico da trajetória de Irmã Anja Carvalho Pereira, que é coordenadora do Lar Vila Itagiba. A parlamentar afirmou que a homenageada é uma profunda conhecedora do Sistema Único de Saúde (SUS). “A Irmã Anja defende que a pessoa idosa é responsabilidade da família, do Estado e da sociedade”. Relembrou que, em 2020, quando Irmã Anja assumiu a coordenação da entidade, enfrentou todas as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19.

A agraciada com a Comenda Renato Russo, Irmã Anja Carvalho Pereira, salientou que “receber esse reconhecimento, não é um reconhecimento pessoal, mas um reconhecimento a tudo aquilo que Deus nos inspira”. Disse que esses três nos atuando no cuidado com os idosos tem sido um grande aprendizado. “Se nós cuidarmos bem dos idosos institucionalizados, aqueles idosos que não têm condições serão melhor cuidados”.

O presidente da Câmara, Givago Ribeiro, destacou a importância do parlamento quando a instituição reconhece as pessoas que contribuem com o município. Salientou que as Comendas Diácono João Luiz Pozzobon e Renato Russo “tem algo em comum que nos une: o propósito de ajudar o próximo”. 

Texto: Mateus Azevedo

Foto: Luã Santos

 

 

21/11/2023

Nesta terça-feira (21), no Plenário Coronel Valença, a Câmara de Vereadores de Santa Maria entregou a Comenda Zumbi dos Palmares e a Medalha Tereza de Benguela. A comenda será destinada ao presidente do Conselho Municipal de Promoção da Igualdade Racial (Compir), Elton Chaves. Já a medalha será concedida a cinco mulheres: Maria Medianeira de Lima D’Avila; Cleunice Lopes da Silva; Sônia Terezinha Nascimento dos Santos; Patrícia Gonzatto Gomes e Patrícia Rosane Py Dutra.

A Comenda Zumbi dos Palmares é destinada às personalidades ou instituições que se destacarem na luta pela igualdade social. E a Medalha Tereza de Benguela homenageia, anualmente, cinco mulheres negras que contribuem efetivamente para o progresso de Santa Maria. 

O vereador Paulo Ricardo Siqueira Pedroso apresentou a Comenda Zumbi dos Palmares. O parlamentar defendeu que o combate ao racismo deve estar na agenda da política brasileira e que esse preconceito é estrutural no Brasil. “Nunca vamos desistir. A palavra de ordem, aqui, é resistência”. Destacou também que o negros e pardos, segundo o Instituto Brasileira de Geografia  e Estatística (IBGE), representam 54% da população brasileira e que a maioria desta parcela da população está entre os mais pobres. Na sequência, o edil apresentou o homenageado e destacou a participação de Elton Chaves na militância comunitária e no Movimento Negro.

O agraciado disse que “todos que trabalham com a igualdade racial são merecedores”, referindo-se à comenda com que foi homenageado. Relatou como é bom estar nesse momento e ter o trabalho reconhecido. “Isso não tem preço. Não nos deixa descansar”. Pontuou que toda a sociedade precisa se conscientizar com relação ao racismo.

Já a vereadora Helen Cabral apresentou a Medalha Tereza de Benguela. A parlamentar disse que a homenagem com a Medalha Tereza de Benguela é uma forma de resistência ao racismo e de reconhecimento à contribuição dos afrodescendentes em nossa sociedade. A parlamentar fez um breve histórico da trajetória de Tereza de Benguela e afirmou que esta desafiou a escravidão e se tornou uma líder quilombola. “A luta antirracista é crucial”. Depois, apresentou cada uma das homenageadas, destacando a atuação das agraciadas no município.

Manifestações das homenageadas

Maria Medianeira de Lima D’Avila disse que “as mulheres negras desempenharam e continuam a desempenhar funções cruciais em nossa sociedade”. Disse que o combate ao racismo é importante e que espera viver em um tempo que a igualdade racial para mulheres negras seja de fato celebrada na sociedade.

Cleunice Lopes da Silva disse que Santa Maria é a primeira cidade do Rio Grande do Sul a homenagear com a Medalha Tereza de Benguela mulheres negras.

Sônia Terezinha Nascimento dos Santos salienta que trabalha há 50 anos com crianças. “Eu tenho muita alegria em ser reconhecida nessa noite”. Relatou também “que tem uma alegria muito especial em contribuir com Santa Maria”

Patrícia Gonzatto Gomes destacou a força de Tereza de Benguela que, segundo a homenageada, lutou muito para ajudar no desenvolvimento do povo quilombola. Disse que, anteriormente, passava na frente da Câmara e não se sentia pertencente a esse espaço. Mas que, com a educação, as pessoas saem da invisibilidade. “A educação me ensinou que a gente pode batalhar e lutar”. 

Patrícia Rosane Py Dutra resgatou um trabalho realizado na Vila Brasil. “O trabalho que eu desenvolvi com pessoas privadas da liberdade, na Vila Brasil, foi maravilhoso”. Rosane desabafou que fez hemodiálise durante 12 anos. E que nesse ano foi agraciada com o transplante de um rim.

O vice-presidente da Câmara, Manoel Badke, que coordenou a sessão solene, encerrou a cerimônia. O edil afirmou que “está sendo uma noite de muita espiritualidade”. Argumentou também que os homenageados falaram com o coração. Destacou que o sonho da vereadora suplente, Maria Rita Py Dutra, autora da Lei que concede a Medalha Tereza de Benguela, se tornou realidade e será perpetuado.

Texto: Mateus Azevedo

Foto: Luã Santos

 

 

 

24/10/2023

Na noite desta terça-feira (24), a Câmara de Vereadores de Santa Maria realizou Sessão Solene para a entrega da Comenda Santos Dumont. A homenagem é destinada aos militares da Força Aérea Brasileira (FAB) que mais se destacarem tanto na vida da caserna, como na sociedade civil. Os agraciados da noite foram o capitão Eloi Dirceu Metzdorf e a tripulação do H-60L, denominada de Esquadrão Pantera, a qual realizou ação de resgate às vítimas das cheias no Vale do Taquari. 

O presidente da Casa Legislativa, vereador Givago Ribeiro, destacou que a condecoração faz referência não somente a pessoas, mas a instituições. Sublinhou a relevância da Base Aérea de Santa Maria no desenvolvimento social e econômico do município. Ainda, reconheceu a importância dos familiares dos militares, estendendo a homenagem a eles também.

A vereadora Roberta Pereira Leitão apresentou os agraciados e destacou que, em 2023, é celebrado os 150 anos de Santos Dumont. A edil informou que o capitão Eloi Dirceu Metzdorf nasceu em 1966 e, incentivado pelo pai, seguiu a carreira militar, tendo ingressado na Força Aérea Brasileira em 1985. A parlamentar citou  todos os postos e qualificações adquiridas ao longo da trajetória profissional do capitão, porém, ressaltou a dedicação e solidariedade desenvolvida em ações sociais em prol do próximo por meio do projeto Marmita Solidária, com a distribuição de alimentos a pessoas em situação de vulnerabilidade social: “mais um soldado na batalha contra a fome”. 

O capitão destacou que, em  38 anos, obteve crescimento pessoal e profissional na FAB . Também disse ter orgulho de fazer parte do projeto solidário Marmita Solidária, o qual começou na região Oeste, no bairro Tancredo Neves e depois foi ampliado a mais localidades carentes da cidade. Defendeu que a comunidade deve ajudar os projetos sociais, seja por meio de doações de donativos ou do tempo para trabalhar. Para finalizar, citou Papa Francisco: “viver para os outros é uma regra da natureza. A vida é boa quando você está feliz, mas é melhor ainda quando os outros estão felizes por sua causa.”

Sobre a tripulação, a vereadora Leitão lembrou que, entre os dias 4 e 5 de setembro, dezenas de pessoas perderam a suas vidas e centenas desabrigadas. Afirmou que o Esquadrão Pantera trabalhou, incansavelmente, durante 14 horas ininterruptas, resgatando 33 vidas na região do Vale do Taquari. Compõe o grupo os militares: 

- major aviador Alessandro Bellini;
- tenente aviador Josué Marcos Coelho Gonçalves;
 - tenente aviador Marcos Tulio Campolina De Castro Rangel Santos;
- tenente aviador Vitor Lucas De Mello;
 - tenente aviador Gabriel Teixeira Da Silva;
 - sargento Wullivam De Braga Fogaça;
- sargento André Leal Martins;
- sargento Leonardo Roberto Horn;
- sargento Humberto Barbosa Ferraz;
- sargento Alexandre Da Silva Da Costa;
- tenente aviador Rodrigo Esteves De Araújo;
- tenente aviador Rhajyv Siadh Brito De Oliveira;
- sargento Vagner Da Silva Kael;
 - sargento Everton Bortolotto; 
- sargento Luigi Schacker;
- suboficial Nilton César Oliveira De Oliveira.

O 2º sargento Wullivam de Braga Fogaça falou em nome do Esquadrão Pantera. Tomado de muita emoção, o sargento descreveu parte do trabalho desenvolvido no resgate das vítimas do desastre climático. Disse que a missão durou mais de 14 horas e que o objetivo era “voar e salvar o maior número de vidas possível”. Entre as situações relatadas, o militar lembrou o resgate de famílias em cima de telhados, do salvamento de bombeiros em cima de uma árvore e de crianças, as quais eram carregadas até três de uma só vez. “Cumprimos um dos maiores desafios da nossa carreira”, classificou o militar. 

Texto: Camila Porto

Fotos: Isadora Pilar 

 

10/10/2023

Na noite desta terça-feira (10), a Câmara de Vereadores de Santa Maria realizou Sessão Solene para a entrega da Medalha Terceira Idade em Ação e da Comenda Dr. José Mariano da Rocha Filho.  As condecorações foram concedidas para as professoras Terezinha Catarina Venturini e Darcila de La Canal Castelan, respectivamente. 

O presidente da Câmara, vereador Givago Ribeiro, começou a solenidade mencionando que as homenageadas contribuíram e continuam contribuindo com o desenvolvimento de Santa Maria. 

O vereador Admar Pozzobom apresentou a agraciada com a Medalha da Terceira Idade em Ação.  Informou que Terezinha nasceu em Ivorá, em 1945, é graduada em Pedagogia e pós-graduada em Educação Infantil. Destacou que a homenageada trabalhou para fundar as primeiras creches em comunidades em situação de vulnerabilidade social na cidade. “Sempre trabalhou com obras sociais com muitas parcerias e voluntários (...) na busca por mais justiça social, amenizar desigualdades sociais e ajudar ao próximo”, sublinhou o vereador.

A professora Terezinha agradeceu a todos os vereadores pela homenagem, dedicou a premiação à família e à paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Sobre o trabalho voluntário desenvolvido, ressaltou: “trabalhamos com uma porção de pessoas que não tem vez e nem voz.” Disse que o trabalho da paróquia transformou a região Norte da cidade. Defendeu ainda que é necessário mais partilhas entre as pessoas e destacou a importância da justiça social. 

 O parlamentar Juliano Soares citou parte da trajetória da agraciada com a medalha Comenda Dr. José Mariano da Rocha Filho. O edil disse que Darcila começou sua carreira aos 15 anos, com dedicação incansável à educação até os dias de hoje. Entre os destaques, o vereador citou a criação do primeiro curso de Arquivologia no Brasil, na Universidade Federal de Santa Maria, e o empenho na construção do prédio da Escola Estadual de Ensino Médio Professora Maria Rocha. “Professora dedicada cuja vocação para educar ilumina as nossas vidas”, 

Darcila proferiu que sua vida sempre foi feita de desafios, perdas e ganhos, reconhecendo que a premiação recebida é um grande ganho. Ressaltou que ser professora é uma vocação, que só progride com amor. Por fim, agradeceu a todos por ser contemplada com a Comenda Dr. José Mariano da Rocha Filho. 

SOBRE AS CONDECORAÇÕES:

O Prêmio Terceira Idade em Ação foi consolidado pela Lei Municipal nº 6040, de 6 de janeiro de 2016, e é destinado às pessoas de Santa Maria que, tendo idade igual ou superior a 65 anos e, residindo há pelo menos 1 ano no Município, continuam exercendo atividade profissional de caráter comunitário ou beneficente.

A Comenda Dr. José Mariano da Rocha Filho foi instituída pelo Decreto Legislativo 01/99 e também consolidada pela da Lei Municipal n° 6040/2016. De autoria do ex-vereador Paulo Sidnei Schimidt é destinada às personalidades e/ou às instituições que se destacarem na área da Educação dentro do município de Santa Maria, sendo uma homenagem a quem fez pela educação, seja em nível fundamental, médio e nível superior.

A Sessão Solene foi transmitida, ao vivo, pela TV Câmara. Acompanhe aqui

Texto: Camila Porto
Fotos: Isadora Pilar

27/09/2023

A Câmara de Vereadores, em Sessão Solene no início da noite desta terça-feira (26), fez a entrega da Medalha do Mérito Farroupilha a Renato Pivetta. Compuseram a mesa de honra, além do agraciado, o presidente do Legislativo, vereador Givago Ribeiro e o vice-presidente de Cavalgadas do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG), Ildo Vagner. Também prestigiaram a solenidade entidades que compuseram a comissão executiva dos Festejos Farroupilhas 2023, integrantes da 13ª região tradicionalista, entidades tradicionalistas e do MTG. “Estamos felizes por este momento de reconhecimento às pessoas que contribuem para que nossa tradição se perpetue”, destacou o presidente do Legislativo.

A Medalha foi instituída pela Lei Municipal nº 4489/2001 e consolidada pela Lei Municipal (6040/2016), tendo por objetivo reconhecer pessoas de relevante atuação na valorização do Movimento Tradicionalista Gaúcho.

O vereador Valdir Oliveira, no discurso de homenagem ao condecorado, ressaltou que a Medalha é o reconhecimento a pessoas que se dedicam ao movimento tradicionalista gaúcho.  “Seu Pivetta é merecedor dessa homenagem. É um dos tradicionalistas mais vividos e mais antigos do Movimento Tradicionalista. È um baluarte do movimento”, observou o vereador, destacando a trajetória do homenageado ao longo de décadas. Relatou, por exemplo, que foi um dos cavalarianos das cavalgadas nos distritos de Santa Maria e, nestas ocasiões, realizava palestras aos estudantes de escolas. Além disso, foi um dos fundadores do CTG Abas Largas, integrando a patronagem do Centro de Tradições Gaúchas desde 1980. “Eu imagino a sua emoção de estar recebendo homenagem do Parlamento e do Movimento Tradicionalista. O tradicionalismo deve muito ao senhor”, enfatizou.

Em sua manifestação, o homenageado, 94 anos em discurso emocionado, relembrou a trajetória de vida, citando a vivência como pracinha da FEB (Força Expedicionária Brasileira), inclusive participando de batalhas na Itália. Relatou as experiências no Movimento Tradicionalista Gaúcho, ressaltando as incursões em inúmeras cavalgadas e participação na Festa da Pátria Gaucha, em Tacaurembó, no Uruguai. “A cavalgada do meu tempo não é desse de hoje. Era dormir no campo, não dentro de casa”, relatou.

A Sessão Solene foi transmitida, ao vivo, pela TV Câmara (canal 18.2).

 

Fotos: isadora Pillar

 

Página 1 de 1


Dúvidas, reclamação ou sugestão?

Entre em contato!
Ajude a Melhorar Nossos Serviços Ajude a Melhorar Nossos Serviços