PODER LEGISLATIVO DO MUNICÍPIO DE SANTA MARIA

Câmara de Vereadores de Santa Maria - RS

Santa Maria, segunda-feira, 27 de maio de 2024

Falta de pressão de água e problemas relacionados à imóvel no centro são temáticas da Comissão de Políticas Públicas


  • 14/03/2024
  • 298 visualizações
  • Reunião de Comissão
  • Criado por: Clarissa Lovatto em 14/03/2024
Compartilhe:

A Comissão de Políticas Públicas, Assuntos Regionais e Distritais, em reunião ordinária na manhã desta quinta-feira (14), retomou o debate sobre a situação de uma casa abandonada na Rua Francisco Mariano da Rocha e também tratou da falta de pressão de água em bairros de Santa Maria. 

Num primeiro momento, com a presença de Andréia Zanini, gestora de unidade de saneamento de Santa Maria da Corsan, o colegiado recebeu moradores dos bairros Divina Providência e Uglione, os quais relataram a falta de pressão de água em residência. Conforme os moradores, o problema tem trazido transtornos, inclusive prejudicando estragando aparelhos de eletrodomésticos como chuveiros e máquinas de lavar. A gestora informou que equipe técnica já foi ao bairro Divina Providência e constatou a variação na pressão da água. De acordo com Andreia, a falta de água não pode acontecer e, neste sentido, a Corsan trabalha na revisão de todos os imóveis para resolver os problemas. Alertou que o grande índice de ligações clandestinas  - em torno de 35% dos imóveis -  prejudica o abastecimento das residências.

Na sequência, a comissão recebeu, novamente, moradores de rua próxima ao prédio da Câmara de Vereadores, os quais reclamam das más condições de uma casa abandonada, próxima aos edifícios onde residem. Também estavam presentes autoridades ligadas ao Executivo Municipal e à segurança pública.

Segundo o grupo de moradores, após ter sofrido com um incêndio, o imóvel está com sua estrutura fragilizada, serve de espaço de procriação de insetos e também seria local de esconderijo para pessoas que praticam delitos. Após ouvir relato da comunidade, a qual cobra ações efetivas e rápidas, as autoridades presentes observaram que é preciso agir para resolver o assunto tanto no aspecto da saúde quanto no âmbito da segurança pública. 

O procurador do município, Guilherme Cortez, explicou por se tratar de imóvel privado, o Poder Executivo pode realizar, de imediato, ações pontuais e, alternativamente, judicalizar ação com pedido de liminar para determinar providências por parte dos proprietários da casa. No mesmo sentido, o delegado de Polícia Civil, Eduardo Flores Machado, afirmou que o cenário envolve problema sanitário e de segurança pública, sugerindo a judicialização de medida. 

Participaram da reunião os parlamentares Admar Pozzobom (PSDB), presidente, Adelar Vargas (MDB), vice-presidente, Anita Costa Beber (Progressistas), Alexandre Pinzon Vargas (Republicanos), Delegado Getúlio (Republicanos), Roberta Leitão (Progressistas) e Rudys Rodrigues (MDB). 

 

Texto: Clarissa Lovatto

Foto: Luísa Monteiro

 


Dúvidas, reclamação ou sugestão?

Entre em contato!
Ajude a Melhorar Nossos Serviços Ajude a Melhorar Nossos Serviços