terça-feira, 31 de janeiro de 2023

Sessões Plenárias:
Terças e quintas-feiras: 15h (a partir de 20 de fevereiro de 2023)

Horário de atendimento
Segunda a sexta-feira: 07:30 às 13:30

Telefone: (55) 3220-7200
E-mail: assessoriapresidencia@camara-sm.rs.gov.br

Notícias


13/10/2022

Na Sessão Plenária Ordinária desta quinta-feira (13), os parlamentares aprovaram dois projetos de lei e a prorrogação do prazo de uma Comissão Especial. A Tribuna Livre foi utilizada por Pedro Della Pasqua Neto, presidente do Esporte Clube Internacional de Santa Maria, o qual pediu apoio do poder público, de empresas e da sociedade para fortalecer a entidade. “Temos alguns desafios como, por exemplo, a iluminação precisa ser toda refeita. Precisamos de recursos para refazer iluminação e ter jogos à noite”, comentou. Ainda, em seu pronunciamento, destacou a necessidade de recursos financeiros para fazer adequações no gramado e, assim, além de ter local adequado para clube, servir de casa para o Santa Maria Soldiers. 

 

Projetos aprovados:

- Projeto de Lei nº 9480, de autoria do vereador Admar Pozzobom, que “Inclui no Calendário Oficial do Município os Campeonatos de Futebol Veterano de Santa Maria”.  Conforme o projeto, os campeonatos têm a coordenação da AFUVESMA (Associação de Futebol Veterano de Santa Maria) e acontecem todos os anos. 

- Projeto de Lei Substitutivo nº 004/2021 ao Projeto de Lei Complementar nº 9055/2020, de autoria do Poder Executivo, que “Altera a redação do art. 87 do parágrafo único do art. 150 e do art. 151 da Lei Municipal nº 3326, de 4 de junho de 1991, que dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais e dá outras providências”.  Esse projeto diz respeito aos critérios para concessão do adicional do tempo de serviço aos servidores do município.

Prazo:

Também foi aprovado o requerimento da Comissão especial formada para acompanhar a obtenção do Auxílio Municipal de Amparo à Agricultura Familiar – AMAAF, solicitando a prorrogação do prazo por mais 30 dias.

 

Texto: Clarissa Lovatto

Fotos: Isadora Pilar

13/10/2022

Na tarde desta quinta-feira, no Plenarinho da Câmara de Vereadores de Santa Maria, a Comissão de Orçamento e Finanças (COF) realizou reunião ordinária. Na pauta, além de novo encontro com a Secretária de Finanças, Michele Antonello, e debate sobre  a minuta do regramento das emendas impositivas ao orçamento do município, os parlamentares aprovaram a tramitação de dois projetos e distribuíram uma proposição para relatoria. Confira:

Pareceres aprovados

- Projeto de Lei 9478/2022 - Altera a Lei 6.562, que dispõe sobre o Plano Plurianual do município de Santa Maria para o período de 2022 a 2025. Autoria: Poder Executivo. O relator da matéria, vereador Tubias Callil, exarou parecer pela normal tramitação da proposição, o qual foi aprovado pelos membros da COF.

- Projeto de Lei 9337/2022 - Institui o Programa de Recuperação Fiscal no município de Santa Maria e dá outras providências. Autor: Tubias Callil. O relator da proposição, Ricardo Blattes, exarou parecer favorável à tramitação da matéria. Seu parecer foi aprovado pelos demais membros da comissão.

Distribuição de projeto

- Projeto de Lei 9391/2022 - Isenta do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) as atividades de transporte coletivo municipal, realizadas pelas concessionárias deste serviço público, em razão dos custos de funcionamento e impactos econômicos  estabelecidos no período pós pandemia. Essa matéria é de autoria do Poder Legislativo e foi distribuída para a relatoria do vereador Juliano Soares /Juba. O relator tem até 14 dias para exarar parecer sobre a proposição. 

 

Texto: Mateus Azevedo

Foto: Isadora Pilar

13/10/2022

A Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, em reunião ordinária na manhã desta quinta-feira (13), reuniu-se com integrantes do Conselho Municipal de Educação a fim de esclarecer assuntos trazidos pelo SIDEEDIN (Sindicato das Escolas de Educação Infantil) à comissão.

Na última reunião ordinária da comissão, o SIDEEDIN destacou a necessidade da realização de discussões mais amplas para mudança na legislação referente à composição do Conselho Municipal de Educação por entender que não há a representação da educação infantil no conselho. O sindicato também expôs a preocupação com a Resolução Nº 047, do Conselho Municipal, que define as diretrizes para a educação infantil no sistema municipal de ensino de Santa Maria. 

O presidente do Conselho Municipal de Educação, Ronan Simioni, explicou que o colegiado recebeu, em agosto deste ano, representantes do SIDEEDIN, oportunidade na qual foi esclarecida a impossibilidade de, pela legislação vigente, modificar a composição do referido conselho. “Nós seguimos a lei vigente, que merece uma atualização e, em virtude de outras agendas, este ano não conseguimos ter esse encaminhamento. Uma mudança de lei demanda diálogo maior com a comunidade, com os diretores e todos os sujeitos que formam nosso sistema municipal de ensino”, ponderou.

No que diz respeito à Resolução Nº 047, Simioni informou que o conselho aguarda a manifestação oficial do sindicato sobre possíveis sugestões de modificações na normativa. “O conselho está de portas abertas para receber as reivindicações e, inclusive, para que os representantes do sindicato estejam presentes, conosco, para exporem o que está afetando o trabalho deles”, declarou.

O vereador Givago Ribeiro, vice-presidente da comissão, enfatizou que o colegiado ouviu tanto as reivindicações do sindicato quanto o posicionamento do conselho, realizando os encaminhamentos necessários. “As dúvidas foram sanadas em relação ao número de professores, estagiários e alunos tanto na questão do ensino público quanto no privado. Então, foi uma reunião bem satisfatória”, avaliou.

Integram a comissão os vereadores Danclar Rossato (presidente), Givago Ribeiro, Getúlio de Vargas, Paulo Ricardo Pedroso, Luci Duartes, Anita Costa Beber e Juliano Soares.

 

Texto: Clarissa Lovatto

Fotos: Guilherme Superti

11/10/2022

Na Sessão Plenária Ordinária desta terça-feira (11), os parlamentares aprovaram um projeto de lei e analisaram cinco projetos em primeira discussão. Já em sessão extraordinária, aprovaram mais três matérias. As matérias analisadas em primeira discussão, provavelmente, serão votadas na próxima sessão, quinta-feira, dia 13.

Projeto aprovado

- Projeto de Lei nº 9468/2022, de autoria do vereador Danclar Jesus Rossato, que veda a nomeação para cargos em comissão de pessoas que tenham sido condenadas pela Lei Federal 11.340/2006 – Lei Maria da Penha, no âmbito do Município de Santa Maria - RS, e dá outras providências. O autor da matéria manifestou que enquanto vereador, professor, marido, pai, homem público e pai de três filhas, não poderia se furtar de lutar contra uma sociedade machista. “As pessoas que maltratam, de qualquer maneira, uma mulher  não merecem a nossa confiança”.

Projetos em Primeira discussão

- Projeto de Lei nº 9480/2022 - Inclui no Calendário Oficial do Município os Campeonatos de Futebol Veterano de Santa Maria. Autoria: Admar Pozzobom;

- Projeto de Lei Substitutivo nº 4/2021 ao Projeto de Lei Complementar nº 9055/2020 - Altera a redação do art. 87 do parágrafo único do art. 150 e do art. 151 da Lei Municipal nº 3326, de 4 de junho de 1991, que dispõe sobre o Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos Municipais e dá outras providências.  Autoria: Alexandre Pinzon Vargas.

Sessão Extraordinária

Em sessão extraordinária, os parlamentares aprovaram três matérias que foram analisadas em primeira discussão. Confira:

- Projeto de Lei nº 9415/2022 - Institui o Programa DISTRITO CRIATIVO CREDI e autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar Termo de Parceria com a RS Garanti e a destinar R$1.500.000,00, a título de garantia, para microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte instaladas no território do Distrito Criativo Centro-Gare em Santa Maria, e dá outras providências. O líder do governo, vereador Givago Ribeiro, disse que o projeto tem o objetivo de aportar recursos para as empresas que estão instaladas no Distrito Criativo, “ofertando serviços e produtos para os santa-marienses”. Autoria: Poder Executivo;

- Emenda Modificativa nº 1/2022 ao Projeto de Lei nº 9415/2022 - Emenda Modificativa à ementa do Projeto de Lei 9415/2022.  Autoria: Comissão de Constituição e Justiça, Ética e Decoro Parlamentar;

- Projeto de Lei Complementar nº 1001/2022 - Altera a Lei Complementar nº 100, de 20 de julho de 2015, que instituiu Projeto Setorial para a Implantação da Ampliação do Hospital São Francisco de Assis. Autoria: Poder Executivo.

 

Texto: Mateus Azevedo

Fotos: Isadora Pilar

11/10/2022

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), em reunião ordinária nesta terça-feira (11), distribuiu três projetos para relatoria. Além disso, uma matéria recebeu parecer pela normal tramitação. Integram a comissão os vereadores Pablo Pacheco (presidente), Alexandre Pinzon Vargas, Luci Duartes, Ricardo Blattes, Tubias Callil, Admar Pozzobom e Paulo Ricardo. 

 

PROJETOS DISTRIBUÍDOS:

Projeto de Lei nº 9486/2022, de autoria do vereador Paulo Ricardo Pedroso, que “Autoriza o Poder Executivo Municipal a adquirir e instalar câmeras de vídeo no fardamento dos Guardas Municipais do Município de Santa Maria/RS”. Relator: vereador Alexandre Pinzon Vargas;

Projeto de Lei nº 9492/2022, de autoria do vereador Pablo Pacheco, que “Institui Boas Práticas de Transparência em Contratações Públicas do Município de Santa Maria em conformidade com a Lei Federal nº 14.133, de 1º de abril de 2021, e dá outras providências”. Relator: vereador Ricardo Blattes;

Projeto de Lei nº 9473/2022, de autoria do Poder Executivo, que “Cria o Programa Municipal de Irrigação e Reserva de Água - IRRIGA SM e autoriza utilizar recursos na promoção de ações de apoio e incentivo à reservação de águas no Município de Santa Maria”. Relator: vereador Admar Pozzobom;

 

PARECER PELA NORMAL TRAMITAÇÃO:

O vereador Tubias Callil emitiu parecer pela normal tramitação ao Projeto de Lei nº 9391, de autoria do Poder Executivo, que “Concede isenção fiscal de ISSQN às concessionárias do serviço de transporte coletivo do município de Santa Maria em razão da expressiva diminuição do número de usuários durante a pandemia, o aumento nos custos de funcionamento e impactos econômicos decorrentes, e dá outras providências”. Os demais vereadores acompanharam o relator.

 

As reuniões ordinárias da CCJ acontecem às terças-feiras, às 13h50.

 

Texto: Clarissa Lovatto

Foto: Guilherme Superti

11/10/2022

Na busca de alternativas para solucionar o déficit de recursos da Casa de Saúde, a presidência do Legislativo promoveu, na tarde desta terça-feira (11), no Plenarinho da Câmara, reunião dos vereadores com a direção da instituição hospitalar. “É o único hospital municipal que temos. Tomamos conhecimento do grande esforço que a Casa de Saúde faz para manter os atendimentos mesmo com o déficit no orçamento”, destacou o presidente da Câmara, vereador Valdir Oliveira. Também estavam presentes os vereadores Luci Duartes, Roberta Leitão, Werner Rempel, Ricardo Blattes, Givago Ribeiro, Adelar Vargas, Pablo Pacheco, Tony Oliveira, Alexandre Vargas, Getúlio de Vargas, Admar Pozzobom e Manoel Badke.

A Irmã Liliane Alves Pereira, da direção do Hospital Casa de Saúde, traçou um panorama da situação financeira da instituição, mostrando a variação na planilha de custos de medicamentos, materiais, alimentos e insumos nos últimos três anos. O Hospital, que é 100% SUS e atende 33 municípios, possui um contrato com o Estado que prevê repasse de aproximadamente um milhão e 700 mil reais por mês, valor insuficiente para cobrir os custos de cerca de dois milhões/mês. Assim, há um déficit mensal em torno de 300 mil reais.

De acordo com a direção do Hospital, de janeiro a setembro deste ano, os números de atendimentos foram os seguintes: 2.239 ambulatoriais; 12. 774 na traumatologia; 4.676 internações; 1635 cirurgias; 11.111 diagnósticos por imagem e 1.813 atendimentos na maternidade. Segundo a Irmã Liliane, os atendimentos feitos além do limite contratualizado com o Estado não são passíveis de ressarcimento. Deste modo, há a necessidade de encontrar alternativas para resolver o déficit de recursos.

Como encaminhamento, o presidente do Legislativo informou que a situação da Casa de Saúde será debatida também na próxima reunião da Mesa Diretora para analisar de que modo o Parlamento pode auxiliar, institucionalmente, o hospital.

 

Texto: Clarissa Lovatto

Fotos: Isadora Pilar

11/10/2022

A Comissão de Saúde e Meio Ambiente realizou reunião ordinária para tratar da atuação de doulas nos hospitais do município. A reunião aconteceu no Plenário Coronel Valença nesta terça-feira (11) e contou com a presença da médica e delegada do Conselho Regional de Medicina de Santa Maria, Maria Rachel Bello. 

A delegada se posicionou contra a aprovação do Projeto de Lei 9342/2022, que tramita na Câmara de Vereadores de Santa Maria e trata sobre esse assunto. Essa matéria dispõe sobre a presença de "doulas" nas maternidades, hospitais, casas de parto e demais estabelecimentos de saúde no território de Santa Maria. O vereador Tony Oliveira, relator da matéria, solicitou 60 dias para ouvir outros segmentos da sociedade sobre o tema e exarar seu parecer. “Até porque a matéria é bem complexa”, argumentou o relator.

Maria Rachel argumenta que existem dois problemas com relação à execução da função de doula: o primeiro é que a função é uma ocupação e não uma profissão, pois ainda não está regulamentada e, portanto, não pode ser fiscalizada. “Toda profissão tem que ser regulamentada”, defende a médica. Segundo, questiona a legalidade do pagamento pelo serviço de doula em hospitais públicos, já que é vedado o pagamento por qualquer serviço nos atendimentos feitos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Isso é proibido pela Lei 8080”. A profissional argumentou que pode ocorrer conflito de posições entre doula e médico durante o parto e que isso pode ser muito prejudicial para a mãe e o bebê.

A médica disse que a regulamentação da profissão já passou pelo Senado Federal e que, agora, está tramitando na Câmara dos Deputados. Ela solicitou que os parlamentares votem o projeto somente depois que a profissão for regulamentada em nível federal, caso isso aconteça. Maria sugeriu com alternativa, se a matéria for aprovada no município, que as doulas sejam contratadas, através de concurso público, para terem uma formação técnica padrão e poderem ser fiscalizadas pelo poder público.

O vereador Werner Rempel concordou que pode haver conflito de posições entre doula e médico e que a profissão precisa ser regulamentada. Já a vereadora Marina Callegaro, que é autora da matéria juntamente com o vereador Paulo Ricardo Siqueira Pedroso, afirmou que legislação similar já foi aprovada em outros municípios gaúchos, que já aconteceu audiência pública com a sociedade para debater a proposição e que, em sua opinião, não cabe mais à comissão discutir a matéria. A parlamentar defendeu a isonomia e utilizou o exemplo do serviço de analgesia, que no SUS não é bancado pelo Estado e precisa ser pago pelo paciente de forma particular. Relatou que no seu parto utilizou o serviço de uma doula e que a profissional não interferiu nas decisões do médico e que recebeu relatos similares de outras mulheres que utilizaram esse serviço. “Ela (doula) simplesmente estava cuidando de mim”, relatou a parlamentar.

O presidente da comissão, vereador Manoel Badke/Professor Maneco, sugeriu que na próxima reunião da comissão, que acontecerá na terça-feira (18), a partir das 9h, no Plenário Coronel Valença, sejam convidadas representantes da associação municipal de doulas para apresentarem o contraditório. A sugestão foi acatada pelos demais vereadores. 

Projetos distribuídos

- Projeto de Lei 9479/2022 - Dispõe sobre a instituição do Programa Vencendo Barreiras, que trata da divulgação dos direitos da pessoa portadora de câncer no município de Santa Maria. A autoria da matéria é da vereadora Roberta Leitão. Já o relator será o edil Werner Rempel.

- Projeto de Lei 9475/2022 - Institui o Programa de incentivo à implantação de hortas comunitárias e compostagem no município de Santa Maria. A autoria é do vereador Professor Maneco. A relatora será a vereadora Anita Costa Beber.

- Projeto de Lei Substitutivo 06/2022 ao Projeto de Lei 9385/2022 - Cria o monumento natural paleontológico Sanga da Alemoa. O autor do projeto é o Poder Executivo e o relator será o vereador Givago Ribeiro. Os três relatores tem até 14 dias para exararem parecer sobre as proposições.

Participaram da reunião os vereadores Professor Maneco (presidente), Marina Callegaro (vice-presidente), Anita Costa Beber, Givago Ribeiro, Rudys Rodrigues, Tony Oliveira e Werner Rempel. O vereador Getúlio Jorge de Vargas /Delegado Getúlio, que não integra a comissão, também participou da atividade.

 

Texto: Mateus Azevedo

Fotos: Guilherme Superti

06/10/2022

Na Sessão Plenária Ordinária desta quinta-feira (06), os vereadores aprovaram dois projetos de lei e o envio de uma Moção de Congratulações. Também aconteceu a primeira discussão de um projeto, o qual deve ser votado na próxima Sessão Ordinária, dia 11 de outubro.

Moção aprovada:

Requerimento, de autoria do vereador Givago Ribeiro, solicitando o envio de Moção de Congratulação para a Universidade Federal de Santa Maria pela participação da delegação da instituição nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) de 2022.

 

Prorrogação de Prazo:

Os vereadores aprovaram o requerimento, de autoria da Comissão Especial para tratar da criação do Centro de Referência da Mulher no município de Santa Maria, solicitando a prorrogação do prazo por mais 30 dias.

 

Projetos aprovados:

Projeto de Lei nº 9484/2022, de autoria do vereador Rudys Rodrigues, que “Inclui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Santa Maria a Liga Regional de Futevôlei”;

Projeto de Lei nº 9474/2022, de autoria do vereador Manoel Badke, que “Cria o Programa Cidade do Idoso e dá outras providências”. Conforme o projeto, o programa tem o objetivo de promover a melhoria da qualidade de vida da população acima de 60 anos, proporcionando condições para um envelhecimento saudável.

 

Projeto em primeira discussão:

Projeto de Lei nº 9468, de autoria do vereador Danclar Rossato, que “Veda a nomeação para cargos em comissão de pessoas que tenham sido condenadas pela Lei Federal 11.340/2006 – Lei Maria da Penha, no âmbito do Município de Santa Maria – RS”

 

Texto: Clarissa Lovatto

Fotos: Guilherme Superti

06/10/2022

Com a presença de representantes do Executivo Municipal, a Comissão de Orçamento e Finanças (COF), em reunião ordinária nesta quinta-feira (06), deu continuidade ao exame da minuta do regramento das emendas impositivas ao orçamento do município. Integram a COF os vereadores Werner Rempel (presidente), Juliano Soares, Ricardo Blattes, Manoel Badke e Tubias Callil.

A secretária de Finanças, Michele Antonello, relatou a importância da criação de mecanismos para dar mais fluidez na execução orçamentária das emendas. A secretária adjunta de Saúde, Ana Paula Seerig, listou as principais demandas para recebimento de emendas, especialmente para o custeio da atenção primária.

O vereador Ricardo Blattes, integrante da COF, fez uma leitura da minuta do regramento das emendas impositivas, com sugestões de, entre outros itens, da definição do valor mínimo; possibilidade de emendas conjuntas e limitação do número de emendas. A comissão, na reunião ordinária da próxima quinta-feira (13), continuará o exame do assunto.

 

PROJETOS DISTRIBUÍDOS:

Projeto de Lei nº 9478, do Poder Executivo, que “Altera a Lei nº 6562, de 13 de agosto de 2021, que dispõe sobre o Plano Plurianual do Município de Santa Maria para o período de 2022 a 2025”. Relator: vereador Tubias Callil;

Projeto de Lei nº 9337, de autoria do vereador Tubias Callil, que “Institui o Programa de Recuperação Fiscal no Município de Santa Maria e dá outras providências”. Relator: vereador Ricardo Blattes.

PARECER PELA NORMAL TRAMITAÇÃO:

Projeto de Lei nº 9415, de autoria do Poder Executivo, que “Institui o Programa DISTRITO CRIATIVO CREDI e autoriza o Poder Executivo Municipal a firmar Termo de Parceria com a RS Garanti e a destinar R$1.500.000,00 (hum milhão e quinhentos mil reais), a título de garantia, para microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte instaladas no território do Distrito Criativo Centro-Gare em Santa Maria, e dá outras providências”.  O parecer foi emitido pelo vereador Manoel Badke, sendo acompanhado pelos demais vereadores.

 

Texto: Clarissa Lovatto

Fotos: Guilherme Superti

06/10/2022

No final da manhã desta quinta-feira (06), no Plenário Coronel Valença, a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos realizou reunião ordinária. Na oportunidade, ficou definida a data e o horário de realização de Seminário para tratar das crianças e adolescentes do município. A atividade será no dia 19 de outubro, no Plenário da Câmara, nos turnos manhã e tarde. Também ficou definido o envio de convites para cinco palestrantes, que ainda precisam confirmar a participação no evento. Confira:

- Sara Peres Dornelles de Almeida – psicóloga e integrante da Rede de Estudos sobre Desenvolvimento na Infância, Adolescência e Juventude da UFSM;

- Gabriela Dantas Bobsin – Juíza da Vara do Juizado Regional da Infância e Juventude da Comarca de Santa Maria;

- Eliz Tatsch - Presidente da Comissão da Criança e Adolescente da OAB Santa Maria;

- Sandro Meinerz - Delegado Regional da Polícia Civil;

- Jadir Zaro - Diretor da Faculdade Palotina de Santa Maria.

 

Texto: Mateus Azevedo

Foto: Guilherme Superti

06/10/2022

A Comissão de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, em reunião ordinária na manhã desta quinta-feira (06), recepcionou o Sindicato das Escolas de Educação Infantil (SIDEEDIN). Participaram da reunião os vereadores Givago Ribeiro, Getúlio de Vargas, Paulo Ricardo Pedroso e Juliano Soares.

A entidade, representada por Luciana Coelho, solicitou a realização de discussões mais amplas para mudança na legislação referente à composição do Conselho Municipal de Educação. De acordo com o sindicato, não há a representação da educação infantil no conselho. Ainda, durante a reunião, o SIDEEDIN expôs a preocupação com a Resolução Nº 047, do Conselho Municipal, que define as diretrizes para a educação infantil no sistema municipal de ensino de Santa Maria. 

A comissão deliberou em convidar, para a reunião ordinária do dia 13 de outubro, o Conselho Municipal de Educação a fim de esclarecer as mudanças previstas na nova normativa. 

PARECER: Os vereadores aprovaram o parecer do vereador Juliano Soares favorável ao Projeto de Lei nº 9477, de autoria da vereadora Luci Duartes. A matéria institui áreas escolares de segurança no entorno das escolas públicas municipais

 

Texto: Clarissa Lovatto

Foto: Guilherme Superti

06/10/2022

A Comissão de Políticas Públicas, Assuntos Regionais e Distritais tratou das más condições de algumas ruas da Vila Severo, de problemas na iluminação pública do interior e sobre a função de “doula” e a atuação dessa profissional no município. Na oportunidade, também foi aprovada a tramitação de projeto de lei. A reunião aconteceu nesta quinta-feira (06), no Plenarinho da Câmara de Vereadores de Santa Maria.

Na primeira pauta, a comissão recebeu três moradores da Vila Severo que reclamaram das más condições da rua Abílio Weber. Conforme o morador do bairro, Giovani Oliveira, tem uma vala que está quase atravessando a rua. Giovani reivindicou a melhoria da via. “A gente não quer nada que não seja um direito”.

O vereador Alexandre Pinzon Vargas solicitou à comissão que faça um pedido de providência ao Poder Executivo para que a situação da Abílio Weber e de outras ruas da cidade seja resolvida. A solicitação foi acatada pelos demais parlamentares.

Iluminação pública no interior

Sobre o serviço de iluminação pública que vem sendo realizado nos distritos do município pela Empresa EON Energia e Iluminação Ltda, contratada pelo Poder Executivo, os edis reclamaram de dificuldade em falar com a empresa para fazer solicitações de melhoria no serviço, da demora na execução do cronograma para troca de lâmpadas, entre outras. O supervisor da empresa, Sandro Machado, afirmou que a EON segue os regramentos estabelecidos pela Secretaria de Município de Infraestrutura e Serviços Públicos. Com relação ao atraso no cumprimento do cronograma da troca de lâmpadas, Sandro justificou que o mês de maio foi muito chuvoso e isso gerou uma demanda represada. Por conseguinte, gerou atraso na prestação de serviço.

O supervisor da empresa declarou que já foi realizado o serviço de troca de lâmpadas, entre outros serviços, em 1.469 pontos no interior de Santa Maria. Esses números, segundo Machado, são contabilizados a partir de sete de julho deste ano. Declarou também que o secretário de Infraestrutura, Wagner Rosa, definiu como estratégia a colocação das lâmpadas nas estradas, primeiramente, para atender a coletividade dos distritos. E, depois, serão enfrentadas as demandas mais pontuais. “Não estamos nos eximindo, mas foi a estratégia que o secretário adotou”. Conforme o supervisor da EON, os interessados podem solicitar demandas através do site e do telefone da Prefeitura, do aplicativo, direto na EON e no protocolo da empresa, que tem dois contatos: 3222. 4091 e 3026. 4092.

Função de doulas em debate

A delegada do Conselho Regional de Medicina de Santa Maria, Maria Rachel Bello, manifestou aos vereadores algumas preocupações com uma possível aprovação de projeto de lei municipal que trata da função de doula, profissional que atua no acompanhamento de gestantes antes, durante e depois do parto. Disse que a função não é considerada uma profissão e sim uma ocupação. Que a atuação não retira a responsabilidade técnica do médico, mas que as doulas acabam interferindo na relação médico/paciente. O que pode ser muito perigoso, segundo a médica.

Outra questão que a delegada chamou a atenção foi para a obrigatoriedade de doulas nos hospitais públicos, já que estas estariam recebendo por seus serviços de forma particular das pacientes e que isso, segundo as regras do Sistema Único de Saúde (SUS), seria irregular. “Não se pode cobrar do paciente do SUS”.  Salientou que a função é desnecessária, porque enfermeiros e médicos contemplam das atribuições das doulas. Ao final, Rachel solicitou que o Projeto de Lei 9342/2022, que tramita na Câmara de Vereadores de Santa Maria e trata sobre esse assunto, não seja aprovado antes da regulamentação da profissão de doula em nível federal. Essa matéria dispõe sobre a presença de "doulas" nas maternidades, hospitais, casas de parto e demais estabelecimentos de saúde no território de Santa Maria e está tramitando na Comissão de Saúde e Meio Ambiente sob a relatoria do vereador Tony Oliveira.

Parecer aprovado

A vereadora Roberta Leitão exarou parecer favorável à normal tramitação do Projeto de Lei 9395/2022, o qual foi aprovado pela comissão. O projeto disciplina o transporte coletivo de passageiros, de interesse municipal, sob regime de fretamento.

Participaram da reunião os vereadores Tony Oliveira (presidente), João Ricardo Vargas/Coronel Vargas (vice-presidente), Adelar Vargas/Bolinha, Alexandre Pinzon Vargas, Getúlio Jorge de Vargas/Delegado Getúlio e Roberta Leitão.

 

Texto: Mateus Azevedo

Fotos: Guilherme Superti

05/10/2022

A Câmara de Vereadores sediou, na noite desta quarta-feira (05), a Sessão Solene em homenagem à Constituição da República Federativa do Brasil promulgada em 05 de outubro de 1988. A realização da solenidade, organizada pela OAB/Subseção Santa Maria, integra a Semana da Constituição Cidadã, incluída no calendário oficial do município por meio da Lei 6.640/2022. Os vereadores Getúlio de Vargas e Werner Rempel acompanharam a sessão. Servidores da Procuradoria do Legislativo também participaram da atividade.

A mesa de autoridades foi composta por Juliane Müller Korb, presidente da OAB pela OAB/Subseção Santa Maria; Guilherme Cortez, procurador do município, representando o prefeito de Santa Maria; vereador e advogado Ricardo Blattes, representando o presidente do Legislativo santa-mariense; Jaci Rene Costa Garcia, conselheiro seccional e presidente da comissão de estudos constitucionais; Leonardo Sagrillo Santiago, vice-presidente da OAB/Subseção Santa Maria e Carolina Lisowiski, controladora geral do município e coordenadora do curso de direito da Faculdade Palotina.

O vereador Ricardo Blattes, autor do projeto de lei que instituiu a Semana da Constituição Cidadã, parabenizou à OAB pela realização de diferentes atividades durante a semana, levando à população o conhecimento dos direitos assegurados às pessoas para além dos livros. “Estamos em constante busca pelos direitos que nela estão gravados”, observou.

A presidente da pela OAB/Subseção Santa Maria, Juliane Korb, fez a leitura do texto de sua autoria e do advogado Guilherme Pittaluga Hoffmeister, publicado na edição de hoje no jornal Diário de Santa Maria. No texto, intitulado “Viva a Constituição Cidadã”, os autores destacam que a Constituição não é um documento acabado e inalterável, mas pode ser aperfeiçoada sempre na defesa do Estado Democrático de Direito.

Após a abertura oficial da solenidade, aconteceu a palestra do advogado e professor universitário, Jaci Rene Costa Garcia, tendo como temática “Contexto Histórico da Constituição Federal”. Na sequência, o Doutor em Direito do Estado e Procurador do Estado do Rio Grande do Sul em Brasília, Jose Luiz Bolzan de Morais, palestrou sobre a “Contemporaneidade da Constituição Federal”. Essa palestra aconteceu, de modo online, via Google Meet.

A solenidade e as palestras foram transmitidas, ao vivo, pela TV Câmara (canal 18.2) e podem ser conferidas, na íntegra, no YouTube (TV Câmara Santa Maria).

 

Texto: Clarissa Lovatto

Fotos: Isadora Pilar

05/10/2022

Na manhã desta quarta-feira (5), o Presidente do Poder Legislativo, vereador Valdir Oliveira, realizou visita ao Hospital Casa de Saúde, localizado no Bairro Perpétuo Socorro.  Na ocasião, o chefe do Parlamento Municipal foi recebido pela diretora da instituição, Irmã Celi Klimeck, e também pela ex-diretora do Hospital e presidente da Associação Franciscana de Assistência à Saúde (Sefas), Irmã Liliane Pereira.

 

O encontro teve como objetivo debater a atual situação orçamentária da instituição e buscar possíveis alternativas para solucionar a falta de recursos. Com os repasses do jeito que estão, a instituição, que é 100% SUS, não consegue pagar por todos os trabalhos e serviços que são oferecidos para a população. O presidente Valdir Oliveira se comprometeu em trazer este tema para ser discutido dentro do Parlamento Municipal com os demais vereadores.

 

Diretoria de Comunicação Social

Fotos: Cristina Haas (Assessoria)

 

 

 

 

04/10/2022

Na Sessão Plenária Ordinária desta terça-feira (04), ocorrida no Plenário Coronel Valença, os parlamentares aprovaram moção de congratulações e analisaram dois projetos em primeira discussão.

Moção aprovada

Moção de Congratulação nº 7152/2022 à Escola Básica Estadual Érico Veríssimo pelos 45 anos de atuação da instituição na educação de Santa Maria. Conforme a justificativa da matéria, o autor declara o seguinte: “apresentamos a presente solicitação de Moção de Congratulação à Escola Básica Estadual Érico Veríssimo, localizada na Rua Casemiro de Abreu, nº 18, Bairro Perpétuo Socorro, pela atuação constante na busca por proporcionar conhecimento, formação do cidadão consciente de sua importância e responsabilidade na construção de uma sociedade mais justa e fraterna, visando à formação dinâmica, consciente, transformadora.” O autor dessa moção é o vereador Danclar Jesus Rossato.

 

Primeira Discussão

Projeto de Lei nº 9484/2022 - Inclui no Calendário de Eventos Oficiais do Município de Santa Maria a Liga Regional de Futevôlei. Autoria: Rudys Rodrigues.

Projeto de Lei nº 9474/2022 - Cria o Programa Cidade do Idoso e dá outras providências. Autoria: Manoel Badke (Professor Maneco).

Essas duas proposições foram analisadas em primeira discussão e, provavelmente, serão votadas na próxima sessão, quinta-feira (06). A sessão de hoje foi transmitida, ao vivo, pelo Canal 18.2 e você pode rever a plenária na íntegra aqui.

 

Texto: Mateus Azevedo

Fotos: Isadora Pilar

04/10/2022

Em reunião ordinária na tarde desta terça-feira (04), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) emitiu parecer favorável à normal tramitação em dois projetos de lei. Uma matéria recebeu parecer pela não tramitação. Estavam presentes os vereadores Pablo Pacheco (presidente), Tubias Callil, Luci Duartes, Alexandre Pinzon Vargas, Paulo Ricardo Pedroso e Ricardo Blattes. O vereador Admar Pozzobom com justificativa de ausência.

 

PARECERES PELA NORMAL TRAMITAÇÃO:

Projeto de Lei nº 9337/2022, autoria do vereador Tubias Callil, que “Institui o Programa de Recuperação Fiscal no Município de Santa Maria e dá outras providências”. O parecer foi emitido pela vereadora Lorena dos Santos na última terça-feira, quando o vereador Ricardo Blattes pediu vistas (mais prazo). Hoje, aconteceu a devolução das vistas. A totalidade dos vereadores votou pela normal tramitação;

Projeto de Lei nº 9479, de autoria da vereadora Roberta Leitão, que “Dispõe sobre a instituição do Programa Vencendo Barreiras, referente à divulgação dos direitos da pessoa portadora de câncer no Município de Santa Maria”. Relatoria: vereador Paulo Ricardo Pedroso pela normal tramitação, sendo acompanhado pelos demais vereadores;

 

PARECER PELA NÃO TRAMITAÇÃO:

O vereador Alexandre Pinzon Vargas, designado novo relator do Projeto de Lei nº 9426/2022 (autoria do vereador Tony Oliveira) referente à instituição da obrigatoriedade de apresentação de exame toxicológico pelos agentes políticos dos Poderes Executivo e Legislativo Municipal para o exercício de suas funções no âmbito do Município de Santa Maria, emitiu parecer pela não tramitação da matéria. O voto foi acompanhado dos demais vereadores, exceto do vereador Tubias Callil, primeiro relator da matéria. Em reunião anterior, o edil havia exarado parecer pela normal tramitação, porém houve a rejeição pelos demais vereadores e, assim, houve a designação de novo relator. 

 

As reuniões ordinárias da CCJ acontecem todas as terças-feiras, às 13h50.

 

Texto: Clarissa Lovatto

Foto: Isadora Pilar


Links Úteis

Dúvidas, reclamação ou sugestão?

Entre em contato!